terça-feira, 13 de maio de 2008

E o pensamento lá!

Não vou mais falar de sentimentos!
Pronto, resovido.
De agora em diante, neste blog, nada de textos sentimentalóides...

Podemos falar de muitas coisas, tenho uma lista bem eclética de amigos por aqui...
Podemos falar sobre o tempo, hoje chuviscou... Amanhã provavelmente vai chover.
Eu não queria que chovesse principalmente pela possibilidade de rever um anjo que há um tempo deixou no meu quarto saudades da sua luz... Epa, estamos já entrando no meu coração.
Mudemos de assunto então!
Vamos falar sobre O "caso Isabella"... Sua mãe deu uma entrevista no fantástico falando coisas que o Brasil todo ansiava por ouvir. Eu quase chorei ao assistir, afinal estou acompanhando o caso desde que começou a ser divulgado. Teve alias uma pessoa que, debaixo da chuva, veio me perguntar se eu acompanhava o caso também. Que momento... Não tinhamos muito o que discutir, mas também nenhuma pressa de sair debaixo daquela chuva que chegava a ser cinematografica... Certo, estou entrando num assunto delicado agora.
Posso falar do quê?
Livros. Um ótimo assunto para um blog!... Mas ao ler, em vez de abstrair, eu vou achar que tudo o que o escritor escreveu foi para mim em particular, tudo pode ter semelhança com o que estou vivendo, mesmo que esteja falando sobre a erupção do Vesúvio que soterrou Pompéia.

Ah, desisto.
É sempre assim, agente acha que pode fugir, mas sempre vem alguma benedita lembrança e tudo volta a acontecer...
Eu sou feita de sentimentos, e nem sempre por uma pessoa só...
São vários sentimentos, por várias pessoas e de variadas intensidades
Eu sou aquilo que eu sinto
Eu sou a música que ouço e me toca no coração
Sou a palavra que digo, que sai até sem intenção
Sou as emoções vividas de momentos inesquecíveis
Sou minha mãe, meu pai, meu primeiro amor...
Talvez eu não seja aquilo que você vê
Mas sou, com certeza, aquilo que você sente.

Dizem que o tempo cura tudo.
Talvez não...
Talvez ele simplesmente desfoque a nossa atenção naquilo que é incurável.

4 comentários:

lugar_teu disse...

o tempo não cura.. mas suaviza tudo o que em tempos nos pareceu impiedoso.
bjo* milla e não vale deixar as emoções para trás. elas são a nossa vida!

Nalu disse...

gostei do seu blog!
mas acho impossivel vez ou outra não falar dos sentimentos nele!

beijokas e obrigada pela visita!

Lys(a) Drum disse...

Bem.............
É...
Acho que eu ainda não aprendi a diferenciar sentimentos de momentos...e talvez tudo seja uma coisa só.... é impossivel nao falar de sentimento...mas mais impossivel do que isso...é não sentir.
E isso,nao interessa o quanto as pessoas tentem mudar, jamais vai ser diferente....
Eu Te Amo e isso é o que realmente importa em todos os momentos da nossa vida.

Evelise disse...

E essa é a tua graça, Milla.
Vives sentimentos pela vida a fora.
E eu, pelo menos, gosto de aqui estar a te acompanhar.

Não ouse mudar! hahaha
Todavia sentimentos não são só lembranças e o tempo não tenta fazer o esquecer, mas o aprender.

Um beijo.