terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Sentimentos indescritíveis...


Já sentiu um anjo tocar a sua mão?
Quando o coração acelera de um jeito impossivel de controlar, a respiração fica um pouco mais tensa... As mãos suam, as palavras embaralham, a mente parece viajar para qualquer lugar bem longe...
Já sentiu um anjo tocar seu coração?
Uma paz intensa e branca, uma certeza inquestionável de verdade, de luz, de pureza...
Já sentiu que ao seu lado há um anjo, que pode te levar para qualquer lugar, qualquer momento, qualquer sentimento, em breves palavras ou em simples gestos...?

Houve um tempo em que alguém apareceu de repente, trazida por um vento forte, uma razão desconhecida...
E mudei totalmente o tema dos meus dias, das minhas idéias, dos meus textos e músicas... Até o blog ficou um tanto diferente! Quem acompanha o blog desde o início vê o quanto mudou...
Não, eu não pedi um anjo, não pedi uma surpresa, não pedi luz que viesse e fizesse meus olhos brilharem... Eu não pedi, mas quem é que não quer?
Eu não pedi, porém por um capricho do universo eu recebi.
Tão de repente, tão cheio de surpresas, tão intenso e imenso! Tão inesperado que fiquei até desnorteada, sem saber exatamente para que lado ir...
Esse anjo pegou na minha mão, e fez eu lembrar que a vida foi feita pra ser vivida, saboreada e apreciada... E não apenas sobrevivida!
Esse anjo me tocou e me impulsionou a lutar pela minha verdade... Me ensinou a falar com a voz do coração, me mostrou que posso ir para qualquer lugar que eu quizer com a força do sentimento...
Esse anjo, que não revela seu nome, nem sua face, porém invade qualquer lugar onde eu estou com seu cheiro, suas manias, sua voz, sua presença...
Esse mesmo anjo que pousou ao lado da minha cama, agora abre suas asas e levanta vôo novamente...

Esse anjo por quem me apaixonei é o mesmo que um dia me deu a mão e disse que viria comigo.
Esse anjo que um dia numa quina de calçada eu vi chorar, é o mesmo anjo que tanto lutei pra ver feliz...
Mas anjos não podem ser tocados. Sê contemplados pela sua natureza. Devemos deixá-los livres para brilhar no céu de quem for. E que brilhe a mais intensa e admirável luz que puder!

E nas asas desse anjo posso deixar a certeza de que pelo menos um pouco da sua vida eu vivi.

"Quem tentar possuir uma flor, verá sua beleza murchando.
Mas quem apenas olhar uma flor num campo, permanecerá para sempre com ela.
Você nunca será minha e por isso terei você para sempre."
- Paulo Coelho

6 comentários:

Autora: Tinne Fonseca disse...

Oi, Milla!
Que lindo este anjo...
Parece que este encontro foi mesmo especial. Lembrou-me dos textos sobre a Rosa do Pequeno príncipe que vivia numa redoma. Lá no início do
meu blog, em 2005, tem um texto sobre ela!
Vou colocar o link pro seu blog aqui no meu, ok?
Volte sempre!!!
beijo,
Tinne _ A Imperatriz

Dragus disse...

Bonito o texto.

Espero que esse anjo não seja o último... E que um dia possa ser parte dele, pois pelo que entendi, apenas o admirou e não dele participou.

Juliana disse...

ussa Mila
juro que ate me arrepiei com este post seu ..!
Muito Bom ...!

bzinhuss pra voce ..!

ahh vou te linkar no meu blog , tudo bem ?!?

Rhid disse...

Nhaiiii Milady
que lindoooo
muitooo fofo
beijos

Paulo Henrique Pergher disse...

"Quem tentar possuir uma flor, verá sua beleza murchando"

Esta questão da posse, da opressão, da invasão, é muito interessante. Muitas vezes é ela quem faz ruir os relacionamentos.

"Esse anjo pegou na minha mão, e fez eu lembrar que a vida foi feita pra ser vivida, saboreada e apreciada... E não apenas sobrevivida!"

Viva, menina
e dançe sua melodia
em meio a esta já nomeada sinfonia:
a vida

lugar_teu disse...

..e talvez seja por tudo isso que eu continuo a esperar.. a esperar por alguém que levante o meu rosto e o faça brilhar ao sol.
As tuas palavras são seriamente reconfortantes... obigada
=)*