segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Pela pele um pensamento me fará


E de tanto querer aquele olhar viu na sua frente uma silhueta se mostrar...
Foi tão lindo, pensou.
A sua mão estendida dessa vez por um motivo menos banal, acreditando fielmente na sua própria loucura.
Que de tão louco, tornou-se real.
Mas ela queria, como ela queria...
Andar na corda bamba, construir seu castelo de fogo e em brasa quente se jogar. Sentir arranhar na sua pele nua cada espinho.
E a boca seca de desejo, matar a sede num beijo.
No primeiro beijo, no caminho estreito para o primeiro lugar.
E as mãos, as mãos...
Ainda mais sedentas que a própria lingua, querendo por fim deslizar nas curvas, perigosíssimas curvas, que insistem em convidar e chamar e gritar e tremer e dizer:
Vem pra mim, eu só quero você.

7 comentários:

Rhidjénha disse...

Uiaaa gata, vem pra mi eu só quero vc

auaaaau
saudades
beijos

Juliana Farias disse...

Envolvente...

Nem gosto muito de textos rimados, poesia e tal, mas foi bacana...

Luiz Guilherme disse...

Um desespero Nato.....mto 1000 seu txtinhu.....

http://lg7fortalezace.blogspot.com/

Tks

Luiz Guilherme By Lg7

Aline disse...

CARACA ...

nada mais a declarar...

« grands ¥eux disse...

~ em mi maior. tem que ter a trilha sonora, seeeeempre.

=D
tx pela visita, volta mais!

Autora: Tinne Fonseca disse...

Oi, Milla!
Obrigada pelo comentário.
Deve ficar linda a figura que vc pegou para papel de parede!!! Depois me diga se ficou bom, ok?
Volte sempre!
Beijo,
Tinne _ A Imperatriz

Cara estranho disse...

Uauu!
Que menina talentosíssima você heim?
Ameii seu blog também e com certeza você já esta nos meus favoritos viu?

Bjs

Obs: Parabéns pelo excelente trabalho que vem desempenhando no blog.