sábado, 23 de fevereiro de 2008

Meu mundo é bão, Sebastião!


E quem nunca se permitiu abrir os braços e sentir o vento deslizar pela pele?
Tolo é aquele que pensa que é preciso ter asas pra voar, que é preciso ser criança pra sonhar, que é preciso ser adolescente para se apaixonar, e é preciso ser jovem para arriscar...
Tem coisa que é preciso ser levada a sério e ninguém liga... E tem coisa que todo mundo complica, e fazem uma tempestade num copo d'água...

Lembro-me quando estava em minha fase mais down... Quando me escondia de tudo e todos. Sentia uma dor tremenda no coração e não havia santo que me tirasse daquela situação. Meu irmão, ainda com 3 anos na época, me via daquele jeito e sabe-se lá o que se passava em sua mente. Lembro-me que ele me seguia por onde eu ia, e parecia estar disposto a uma conversa "séria"... Quando me dei por vencida, ajoelhei-me na sua frente e perguntei:

Eu: - Raul, meu bebê... Tá doendo aqui dentro... O que eu faço?
R: - Vc se machucou?
Eu: Sim... E tá doendo muito. O que eu faço?
R: - Tá doendo aonde?
Eu: - Aqui ó... Aqui dentro.
R: - Hummmm....
Eu: - O que eu faço?
R: - Me compa um sovete!

Entenda quem tiver coração. Entenda quem tiver a inocência de uma criança... A vida corre, o sangue também, e não é por isso que ele esfria. Entenda, quem não tiver medo de viver!
A vida não acaba enquanto dentro do corpo houver alma... Então o que há de fazer é abrir os olhos, e ver que podemos começar tudo de novo, e saborear o que de doce ainda há!


BOM FINAL DE SEMANA!
*dance, como se ninguém estivesse te vendo
*ame, como se você nunca tivesse sido machucado
*cante, como se ninguém pudesse te ouvir
*viva, como se o paraíso estivesse na terra!

9 comentários:

Iza disse...

Milla, belas palavras para um fim de semana. Emocionou-me a inocência do menino. Para ele tudo é muito mais simples. O que ele não pode explicar, ignora e curte sua vida pedindo o sorvete.
Beijos!

Paulo Henrique Pergher disse...

Que amor teu irmão!
E boas palavras as suas, concordo plenamente.

Viver e não simplesmente vagar disnorteado.

Que bom que já passastes então. :)

Beijo!

Aline disse...

Ai miga...
Adorei a filosofia de vida do seu irmão: ta doendo aqui dentro o que eu faço?!?! Compro um sorvete!!! E tudo melhora em passe de mágica!!... hauahihahauhauhauhauhauhaiaua...

ADORO CRIANÇA!!!! ^^

Ai miga... que vida hein?!?!
Veja bem: eu aqui na SUA casa... comentando no SEU blog... e atrapalhando a sua mãe a usar o SEU computador... ahuaihuaa...

Bem... então beleza...

Deixa eu ir nessa!!!

Um beijoooo!!!!!

lugar_teu disse...

como pude esquecer essa simplicidade?!? como pude deixar-me levar até este buraco tão fundo onde ninguém me pode ver? a vida por vezes dói demais, mas cabe a cada um de nós tratar das fridas e abraçar de novo a vida..

amei o post
brigada =)*

Juliana disse...

Sabe uma frase que eu uso muito
e tem tudo a ver com seu post

que existem pessoas que preferem
Simplificar do que complicar
e outras pessoas que preferem
Complicar de vez de Simplicar ..!
confuso :P

bzinhus

Tatty disse...

Bem legal seu blog...os textos bem profundos...tiram palavras das nossas mentes.
abracos

Paulo Henrique Pergher disse...

Adicionar-te-ei também! :D

E concordo com seu enteder sobre os olhares.
Dou grande importância aos olhos das pessoas, gosto deles.

Beijo!

Rhid disse...

Nhaiiii amiga
da um apertão no seu irmão por mim
ele simplificou tudooo
beijos

Iza disse...

Milla, te passei um meme. Não me xinga. Me passaram!