quinta-feira, 17 de julho de 2008

Doce coragem pra chegar no fim

Não sei o que vai ser de mim amanhã
Carrego na frente o meu próprio coração
Com a consciencia de poder me machucar - mais uma vez
Mas assim eu vou
Porque se assim não for
Assim não sou!

Quando se tem um desejo brilhando aos olhos
A lingua sente o prazer da fruta mais doce
Das mãos suam florais de pétalas de rosas
E é possível, enfim, ver o amanhecer de um novo dia...

5 comentários:

Sammyra Santana disse...

aiiii é impossivel vir aqui e nao me emocionar...
vc escreve com a alma, menina!

tem presentinhos rpa tu no meu blog!
Beeeeeeeeeijo gigante

lugar_teu disse...

" Mas assim eu vou
Porque se assim não for
Assim não sou! "

... que dizer mais? para se saborear a vida há que arriscar puder vir a bater com a cabeça no chão. E quantas vezes já não foram? é assim mesmo, porque se assim não fosse, teria perdido os melhores momentos da minha vida, aqueles em que consegui elevar os pés do chão, em que consegui sonhar e ser algo mais. =) adorei!

beijo milla*

Nido. disse...

Belo dedilhado, Milla. Belo!

Obrigado pelo parabéns e pelo elogio a minha escrita. ^^

Sammyra Santana disse...

Pois tem mais 4 selinhos rpa ti lá! Vai só juntando, rsrs!

Pq eu não sei ganhar essas coisas e não dividir com vc!

Beeeeeijo

Nanna*.* disse...

que lindo...