domingo, 27 de abril de 2008

Lá vem vindo, no azul do céu, pra mim...


Hoje eu acordei assim, cheia de prosa.
Fui navarandolhar e fiquei lá por alguns minutos, lendo. Ah, antes de qualquer coisa, devo apresentar a vocês meu verbo preferido: navarandolhar. Rubem Alves. Navarandolhar nada mais é que o ato de ir na varanda e olhar, assentar-se na varanda, sem querer fazer nada...
Não dá pra ficar sentada o dia todo na frente de uma televisão relembrando minunciosamente os fatos do assassinato da menina Isabella. Me dá gastrite. Estresso. Eu, que nem a conheci, sinto aquela dorzinha chata no coração toda vez que vejo a foto doce e meiga sorrindo pra câmera. A verdade é que crianças são assassinadas, violentadas, estupradas, sequestradas e sabe-se-lá-o-que-mais todos os dias. Não só aqui, mas no mundo todo. Fora as que morrem de fome, de frio, de sede...
Eu acredito em anjos. Eu acredito na força angelical de uma criança. Acredito no olhar e nas palavras, nos medos, nas crenças, nos sonhos, nas premonições, nas intuições. Eu acredito nas crianças... Ouvi dizer que tem a ver com algo celeste. Crianças são anjos. Imagine um mundo que não fosse povoado por esse tipo de gente. E suas risadas mais gostosas... Sem elas, o mundo seria como uma cidade sem pássaros. São elas que nos lembram que milagres existem. Mesmo sem querer nos pedem para continuarmos em pé, que tudo tem um começo, mas o fim ninguém sabe quando vai ser... E aproveitam o máximo enquanto podem.
Esta criança, ou melhor, este anjo, esqueceram que estava sem suas asas, e colocaram-no em prova de fogo em tão pouco tempo na terra. Anjo mensageiro, provável. Chegou, ensinou, mandou sua mensagem e se foi. E tem aqueles que são guardiões. Ainda pequenos, aos 8 anos já cuidam dos seus irmãos ainda menores.
Esses anjos não se diferenciam muito daqueles que não conseguimos enchergar, por estarem apenas em espírito. Esses anjos, feito crianças, dogmáticos, acreditam no que é bom, e colhem do melhor, pois plantam a verdade. Puros. São o que restou da fé.
Sim, eu acredito.
Bem... Vou voltar a navarandolhar. Quem sabe não tem um anjo, ou melhor, uma criança, a me acompanhar?

5 comentários:

lugar_teu disse...

As crianças são um mundo, e quantos de nós já não o foram? como eu gostava de ser criança a vida toda!

boa semana *

Aline disse...

Faz 500 séculos que não apareço aqui... nossa... bastante coisa mudou hein?!... a fotinha do perfil... um montão de textos novos... ^^

Éééé miga... a vida continua...

Saudades do cê... num te vi nesse Finde... vi sua vó... ^^ ... ela te entregou o DVD né?!...
Quero o outro agora!!!... \o/
To muito viciada... preciso parar com isso... hauahiuahuaha...

Te amo muitão!!
Um beijo!!

Iza disse...

Navarandolhando Milla? Que bom!
Quanto a estes casos de violência contra a criança, infelizmente o mundo é assim. o que enxergamos é somente a ponta do iceberg.
Beijos!

lorena disse...

ow milla, sua visita será sempre bem-vinda.
pode ter certeza que tb passarei aqui mais vezes

abraço

=]

Promoções e Amostras Grátis disse...

[b]
AEEE GALERAAAA!
MEUU BLOGGGGGGG!
...
COM VARIAS PROMOCOES, CHAT, MP3s E AMOSTRAS GRATIS TODA SEMANA!
conto com vcs!
:D
http://nandamuiloka.blogspot.com
http://nandamuiloka.blogspot.com
http://nandamuiloka.blogspot.com
http://nandamuiloka.blogspot.com