domingo, 4 de abril de 2010

Como uma luz ou um mantra



Beirando meus 21 anos, a minha visão do mundo mudou...
Aos 14 eu sabia que o mundo era belo e infinito, que o homem era cheio de mistérios e que o segredo de tudo estava exatamente onde ninguém conseguia ver. E todo mundo, cego, sofria. E eu sem querer descobria aos poucos os caminhos que eu seguia.
Era tudo fantasia. Meu primeiro amor eu comparava a um tesouro pelo qual eu haveria de lutar, usando como arma o tempo, e da paciência eu fazia meu escudo. Três anos depois eu o alcancei.
Lembro-me na minha precoce emancipação, aos 16, dona de mim...
Aos 17 eu colocava então em prática tudo o que eu havia aprendido sobre o universo que havia em mim e em cada pessoa que eu encontrava pelo meu caminho. Eu abria seus caminhos e, abrindo-los, eu enchergava o meu próprio. E era tanta coisa, e eram tantas as visões que não me cabia na cabeça o porquê de ninguém no mundo entender a recompensa que viria em cada batida de porta que sofriam, e que haveria sempre uma razão para a lágrima caida e a dor absorvida.
Hoje, com quase 21 anos, a minha visão do mundo ampliou.
Não vejo e nem me indigno mais com os caminhos dourados de quem chora sem razão. Não presto atenção no homem de terno e gravata tentando se suicidar, nem na menina bonita e bem arrumada a chorar nos degrais da escada.
Hoje, beirando os 21, brilham aos meus olhos o mendigo na rua quase sem roupa e descalço que, com um pedaço de pão na mão, sorri aos que andam pela calçada e lhe deseja bom dia, um a um.
Hoje encontro graça no pai que não deixa suas crianças darem a primeira mordida do único pedaço de frango no prato antes de agradecerem à Deus a sua comida.
E no menino com um cavaco na mão, dentro de um ônibus apertado, tocando um samba de 68, contando sua história e a vontade e paciência de lutar pela música.
E no idoso de 78 anos que, abandonado pela família, trancado num asilo, conta sua feliz história de sucesso ao conseguir um lugar na sua moradia de aluguel para o seu mais novo e fiel amigo de 4 patas.

Hoje, a 2 meses dos meus 21 anos, eu sinto a diferença de algo que muda com o meu olhar, que levo como uma luz... ou um mantra:

Antes eu aprendia com o sofrimento de quem tinha tudo
Hoje, eu aprendo com o sorriso de quem não tem nada.

12 comentários:

As@ Moren@ disse...

É verdade que muitos sofrem em vão e poucos sabem sorrir na dificuldade. Observar é libertar-se. Que mais 21 anos venham pra você observar a vida e vivê-la!!! Bjs!!

Ana Magalhães disse...

Que lindo, chorei, me emocionei de verdade. Um dia eu também acabei percebendo que há muito mais luz, muito mais beleza onde não achamos que exista, a gente é tão farto de coisas boas que acabamos nos esquecendo de sorrir mais pras coisas que parecem tão trágicas e que nem sempre são, enquanto os que pouco tem, sorriem a gloria de ter o pouco ao inves do nada.
Muito lindo o seu texto. Beijão.

Fred Matos disse...

"Hoje, a 2 meses dos meus 21 anos, eu sinto a diferença de algo que muda com o meu olhar, que levo como uma luz... ou um mantra:
Antes eu aprendia com o sofrimento de quem tinha tudo Hoje, eu aprendo com o sorriso de quem não tem nada."


Belíssimo texto. Bela mensagem.
Beijos

Nata Neumann disse...

..DO CONTRÁRIO, SOU UM HERÓI DESAJUSTADO, SE NÃO PUDER SER O MAIS AMADO CAVALEIRO ANDANTE, ENTÃO QUE EU SEJA O MAIS LOUCO E SABIO DOS HOMENS. DE TANTOS PONTOS DE VISTA, SÓ ME RESTA UM: A METAMORFOSE AMBULANTE!

"Todo o nosso saber se reduz a isto: renunciar à nossa existência para podermos existir." (Goethe)

TA AI, GOSTEI, FAZ PARTE DO PROCESSO DE SER E EXISTIR!

BJS,

BY NATA

Anônimo disse...

Please see! Money as debt

http://www.youtube.com/watch?v=vVkFb26u9g8

ZEITGEIST: ADDENDUM

http://www.zeitgeistmovie.com/

project camelot magnetic motor

http://www.youtube.com/watch?v=hkgyY47duCM

Importante please pass forward

Flaviele Leite disse...

Quando eu leio um blog que nem o seu, eu digo: Vale a pena revirar a net para ler blogueiros novos. São boas essências quem encontramos espalhadas por aí. Parabéns pelo blog! É de se emocionar, com toda certeza.
Ah, tens um belo gosto musical :)

Lydia disse...

Hi, nice blog & good post. You have beautifully maintained it, you must try this website which really helps to increase your traffic. hope u have a wonderful day & awaiting for more new post. Keep Blogging!

Crica Fonseca disse...

Oi, Moça!
Há tempos não passo por aqui...
Passei para deixar-te um beijo,
Crica

meus instantes e momentos disse...

que bom te conhecer.Gostei daqui.
Maurizio

Iza disse...

Milla estou retornando agora aos blogs e me parece que estou no mês de teu aniversário. Como não sei exatamente o dia, deixo aqui Meus Parabéns.

Cada fase da vida é uma transformação. E não importa a idade.

Beijos!

jefhcardoso disse...

A vida é uma e é construida diariamente e os dias que passam não voltam e os dias do "amanhã" são incertos. Viva os dias e parabéns pelos dias conquistados.
Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Crica Fonseca disse...

Tô te seguindo publicamente agora! Rsrsrs...
Um super beijo,
Crica