quarta-feira, 10 de junho de 2009

Fez parte do meu show....

Ando com novos planos para o blog, mas me falta tempo. Estou na reta final de um semestre, por isso peço desculpas pela ausência. Mas encontrei um desabafo meu, uma gravação que fiz enquanto conversava com alguém e, ouvindo, percebi que sairia um texto legal, então resolvi digitar. É um pouco antiga, mas achei digno, já que estou tão sem tempo pra coisas novas:

Ao telefone:

Eu sei, é complicado ter que escolher, e nessa escolha você perder.
É complicado o muro rachar e a casa cair... Uma casa que se demora anos pra construir e mais anos pra habitar.
É complicado andar a pé pelos caminhos sem saber onde vai dar.
É complicado a incerteza. O incerto dói mais que um não. Um talvez. Nenhuma resposta concreta... Nenhuma resposta... Todas incertas. Todas em vão.
Eu queria mesmo era falar do que vem acontecendo
Eu queria mostrar o que venho vivendo
O que tenho colocado dentro de mim
E socado na cara do espelho
Eu quero é mostrar, pegar na tua mão e dizer venha...
Pra esse lado
Olha o que você evita, olha que você tem medo
Sinta o que você tem evitado sentir
Eu quero te mostrar...
(...silêncio...)
Eu tenho procurado respostas.
Tenho culpado a pessoas que talvez nem saibam dos espinhos
Tenho procurado culpado num lugar onde são todos vítimas.
Vítimas das próprias escolhas, e do que querem pra si.
Vítimas do que chamamos de livre-arbítrio.
E se o próprio livre-arbitrio nos prende... O que poderia, de fato, nos libertar?

15 comentários:

Natália disse...

um monstro literário!
É o que é esta garota.

Só podia ser minha irmã gêmea, que orgulho! que orgulho!

Tá tão lindo que eu chamaria....medonho rs.

Vc entendue neh tchuca?

lorena disse...

há tanto tempo não venho aqui, é o tempo, ou melhor, a falta dele.

este livra-arbitrio, a gnt faz cada merda por conta disso. rsrs

e qnt a conversas e desabafos, tenho evitado pra não desandar de vez, deixa passar o fim de semestre.

=]

Katrina disse...

Eu quebraria o espelho e fugiria do coelho livre arbítrio

lugar_teu disse...

bem... eu duvido ter conversas tão intensas ao telefone!
és um às milla =)*

Livia Queiroz disse...

Faz tempo que não passo aqui, e ao chegar, fiquei extasiada.
Uma "explosão"(ou implosão) linda de palavras.

Belíssimo. Perfeito.

"O que tenho colocado dentro de mim
E socado na cara do espelho"

É... o q tenho socado na cara do espelho... ai ai ...



bjokssss

AcidStorm disse...

Lindas palavras hein, moça?

Escolhas erradas o certas, aprendemos com elas, isso basta.
O importante é não ter medo de escolher nem hesitar no que você deseja.

Grande Beijo.

Sammyra Santana disse...

Milla, que saudadona de vc...
E que saudadona de ler teus escritos...
Saciei-me, pois...
Bjo, flor!

moniCa delázari disse...

Complicado é viver!

Gui Vivian disse...

Tomara que sempre que tu não tenha tempo, surja um texto desses por aqui. :p

Livia Queiroz disse...

N SOMEEEEEEEEEEEEEEEE

Fred Matos disse...

Felizmente você gravou e, agora, digitou.
Sim, é um ótimo texto.
Parabéns!
Beijos

Paulo Henrique Pergher disse...

senti saudades
e cá estou para deixar-te um oi :)

Manuella disse...

Estou de mudança!
Te convido paro meu novo cantinho:
http://reflexo-inverso.blogspot.com

Grande Beijo.

Sammyra Santana disse...

Miiiiiiiiiiiillaaaaaaaaaa, por onde andas tu?
saudade da gota serena, rs!
Olha:
Estou divulgando em meu blog a "Campanha+Promoção: Ajude Salete Maria a CORDELIRAR".
Trata-se de uma campanha para ajudar a grande poeta Salete Maria a lançar sua coletânea de cordéis.
Dá uma passadinha lá no meu blog e, se der, participa pra dar uma força e contribuirmos pro enriquecimento cultural de nosso país!
Beijos!

Dois Rios disse...

Oi, Milla!

Saudades de ti!

A escolha sempre implica em uma renúncia e o medo siginfica negar-se o direito de tentar, arriscar, ganhar e/ou perder.

Adoraria ter tido essa conversa com vc pelo telefone, Milla! Feliz de quem a ouviu.

Beijos saudosos,
Inês