domingo, 22 de março de 2009

Nada vai me segurar!

Vou falar no vocabulário popular.
Cansei de fingir, das entrelinhas, de esconder numa frase as minhas quinquagésimas intenções.
Quero mesmo é que entendam a minha voz, e que eu supere os mil autofalantes da Adriana Calcanhotto.
Tem um monte de gente ao meu redor gritando histéricamente o que vêem em mim, enfiando seus dedos gordos nos meus olhos, ouvidos, até na minha garganta querem enfiar suas próprias falas.
E não pensem que seja revolta. Não! É sentimento! É vontade. É necessidade. Sou eu. E eu não sou o que se vê, mas o que se sente. Não sou sequer o caminho que eu faço, mas a razão pelo qual eu o tomo. E essa razão desconhecem.
Eu quero mais é chegar!
Tem tanta coisa ridícula nesse mundo. Tanta porcaria, tanto mal cheiro, tem umbigos de fora se orgulhando de tanta gordura.
E eu, na minha humilde tragetória, me esquivando das minhas próprias dores e confusões... Eu dou risada da ignorância alheia. Eu não sou um espelho, eu não sou o que querem que eu seja.
Eu furei a minha língua nos meus 18 anos.
Eu beijei mulher.
Eu não sou mais virgem.
Eu feri um coração por saber dizer não!
Pois é, eu sei dizer não, e sei muito bem como se faz isso. Simplesmente NÃO.

Já doeu tanta coisa... Já soube do que iria me acontecer, e isso não evitou que acontecesse. Também não evitou a dor.
Conselhos são dispensáveis, afinal uma pessoa só aprende quando sente.
Vai dizer que você nunca colocou a mão no fogo mesmo com pessoas te avisando que queimava?
"Ai!!!"
"Não falei pra vc não por o dedo aí, menina, que isso queima!"
"Buáááá"
"Vem aqui que a mamãe assopra"
Doeu, aprendeu, sarou... E lá vai a dita cuja da criança brincar com fogo de novo...
Adultos? Aonde?
Gente é gente! Coração é coração. Não muda.
O ateu, no susto de um acidente, deixa escapar um "Meu Deus, socorro!"... Sai vivo. Ainda ateu.

Não quero escandalizar. Eu quero é RESPEITO!

Pelas minhas escolhas.
Pela minha vida.
E pelo sentimento gritado dentro do peito.

E depois dizem que é pro meu bem... Ai-ai-ai.
Querem mesmo o meu bem?
Tragam ela pra mim!

10 comentários:

Mizinha disse...

eu sempre soube oq é seu bem..so q por vezes como vc msm disse, tentei te poupar..so q burrice minha, pq nao adianta...
so crescemos qnd passamos, entao vá em frente lute pelo que quer e deseja, com a certeza de que tem uma amiga ao seu lado te erguendo qnd tropeçar e enxugando suas lagrimas qnd elas rolarem pelo rosto..foi assim cmg será com vc e no final, ah o final...qnd ele chegar no momento dele, vamos rir d tudo isso q passamos sabe pq?! pq foram fases para nos tornar mulheres capazes e acima de tudo felizes...
te amo cah

C. disse...

Adorei o texto!
E concordo totalmente com vc...'Uma pessoa só aprende quando sente'

www.casadobesouro.blogspot.com

Livia Queiroz disse...

Aaaaaaaaaah fala sério!
Menina você é perfeita em expressões. Escolhe as palavras milimetricamente, encontra as perfeitas...Me ensina?
Adoro tudo que escreves.

Penso também em não escandalizar e o melhor: Em NÂO banalizar. Porque o que tem de gente se ocupando disso não é brincadeira.
PErcebo suas entrelinhas, e não consigo explicar com palavras, ainda descubro o que há de magico no que escreves. Só pode ser isso: MAGIA rsrsrs

Com 17 anos furei o umbigo, tb já beijei mulher, tbm pus as mãos no fogo(e infelizmente acho q o farei a vida inteira).
Não é tão mau assim, visto que precisamos aprender de alguma forma! rs


P.S¹.: Sabe que teu comentário me deu um alívio? Fiquei ontem a tarde inteira pensando se aquele texto tinha doses de egocentrismo, puf. E quase o tirei de lá. Mas percebo que às vezes(muitas vezes alias) a gente se deixa levar pelos comentarios sem entender que eles são apenas opiniões muitas vezes diferentes das nossas.

P.S.².: Farei sim uma lista das músicas que eu mais gosto!
Mando ainda hj pra vocÊ(assim que eu chegar do trabalho)

Putzzz ISSO FOI UM COMENTARIO OU LIVRO Q EU ESCREVI? KKKKKKK


BEIJOKS MENINA DAS PALAVRAS MÁGICAS!

Livia Queiroz disse...

EIS AS MINHAS MUSIQUINHAS PREFERIDAS, COMO VC HAVIA PEDIDO:

Versos Simples - Chimarruts

Mãos Atadas, Improvável, Sexo,- Zélia Ducan

All Star, No recreio, Relicário e Luz dos Olhos - Cassia Eller

Paciecia (é de Lenine, mas prefiro a versão de Chicas)

Rima , Avesso - Jorge Vercilo

Livia - da Banda Quatrocantos

Mulher sem razão (na voz de Adriana Calcanhoto)

Burguesinha, O seu Olhar - Seu Jorge

Nada te faltará, Carvão, Nega MArrenta(aliás, todas as músicas de Ana Carolina rsrsrs)

Construção - Chico Buarque

Manhatã - Cazuza

Há mulheres - Rita Ribeiro

Lugares proibidos - Helena Elis

Morda minha lígua, Uns dez amantes, Polaróides - Eliana Printes

E todo o Disco Amigo é CAsa de Zelia Duncan e Simone...


Depois te mando mais músicas...

Bjokssssss

Ângelo disse...

Complicado.

Gostei do texto e bem sei o quanto é complicado que nos queiram atribuir um acerto que não é nosso. Como geralmente "para o nosso bem" nos vetam de conhecer o que é mesmo o NOSSO bem. Não se percebe o limite - tênue, porém existente - entre a conservação do próximo e a conservação do DIREITO do próximo.

Eu quero o direito também de errar. A sociedade só nos quer dar o direito de acertar. cadê o "aprender pelo erro"?

É preservação ou é totalitarismo?

Bom texto. Estilo crônica sofrida, MUITO BOA.

Abraço

P.S: adicionei e favoritei você...euheue

Livia Queiroz disse...

Opaaa Zelia Duncan eh viciante rsrsrs

Quais músicas vocÊ não achou?
Me manda os nomes delas por email que eu as mando pra vc.
Meu email: lqueiroz18@hotmail.com

Bom lembrei de:

Chazinho com Biscoito, Breu, Onde Deus Posso me Ouvir - Vander Lee


Atiraste um Pedra, Maravida - Maria Bethania (essas são de 1981 rsrsr)

Se alguém perguntar por mim, Com açúcar com Afeto(de Nara Leão) mas eu gosto mais na voz de Fernanda Takai.

Menino Meu Mau - Ana Bê

Rubens, Que o Deus Venha, Metrô Linha 743 - Cassia Eller

Matizes - Djavan

Rima Podre, Tem Dias, Conselho de um Chapado - Ksis

Soneto dod Teu Corpo - Martin'alia

Estatuto do Homem(não é música, é uma reflexão)...Se não encontrar o audio dela m avisa q eu mando!

Bjokssssssssssss

Lys disse...

Há muito tempo não entrava no seu blog e hoje alguma coisa me fez procurá-lo... e foi uma grande felicidade pra mim ler essas suas linhas tão decididas! Vc sabe o quanto concordo dom tudo isso que está escrito aí, e mais, se um dia te tratei como se quisesse dicidir algo por ti, me perdoe, sei o quanto é inaceitável, pq as coisas devem ser vividas da maneira como a gente quer e tem muita gente que fica tentando nos podar...
Mas tem sempre um momento em que a gente começa a decidir o que é MELHOR pra nós, memso que isso a primeiro instante seja a dor de um amor distante, mas que ainda assim é amor, e sempre será!
E eu te amo! E estarei ctg quando precisar... mesmo que seja de um jeito especial, mesmo que eu não esteja presente.
Vc é alguem muito, muito especial pra mim... e eu me sinto muito feliz que o momento da REVOLTA tenha chegado pra ti! =)

lorena disse...

mila mila, uma coisa otima por aki. em todos os meus blogs parceiros estou sentindo a mesma pegada, intensidade, verdade, vontade. bom isso, demais mesmo, vendo tudo por aí, o mais do mesmo, gente vivendo por viver, fingindo, falseando, se enganando, é bom encontrar gnt que dha a cara a tapa, que se queima sem medo, e queima de novo, e aprende e não aprende. hehe


vivamos sem receita, apenas com vontade e verdade.

=]

Gabriel Pinheiro disse...

Existencialismo pessoal. Texto de trajetória. Bem escrito, agradável, cortante e direto. Não conheço a trajetória que levou a esses pensamentos. Masconhecerei. Estarei te lendo, doravante, após esta primeira visit.
Abraços,
Gabriel

Anônimo disse...

criança
belo texto
isso daria um blues...

abrçs
Thiago