quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Um pouco mais de alma...

O friozinho que faz lá fora ajuda bastante...
Inércia.
Silêncio.
Plenitude...
E um leve toque de incenso e chá.
É assim que termino os meus dias, deitada entre as ondas de uma boa melodia, estagnada, coberta pelas carícias do meu edredom.
O tempo pára, e o mundo começa a contagem regressiva de cada segundo.
Eu sei, logo o mundo todo começa a correr novamente, mas eu não quero pensar.
A vida cotidiana é cheia de passos tão certos que nem os olhos mais podem enchergar... Apenas os pés que caminham para lá.
No mais, quero apenas descansar, respirar...
Entre uma pestana e outra, murmurar a música descompassada pela goteira do quarto ao lado...
E acabar aqui, num sopro...
No ritmo das pálpebras que aos poucos se fecham.
E se fecham.
E nos fecham...


"Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade."
Mário Quintana

11 comentários:

lorena disse...

a simplicidade, algo que sempre busco. uma leveza pra alma, o aproveitar de cada momento, um som, um gosto, um desejo, um beijo, um esticar e espreguiçar na cama numa manha chuvosa, brigadeiro de panela. é tão simples ser feliz, a gnt que complica neh?

beijos e aproveita este momento compassado e gostoso.

=]

meus instantes e momentos disse...

lindo post, parabens muito bom.
Foi bom vir conhecer teu blog.
Maurizio

Milena disse...

eeehhh felicidade...
nao tnho nem o q dizr...apenas q estou, a procura da minha...
bjuuu cah
como sempre, parabéns suas palavras estao perfeitas...

lugar_teu disse...

É bom saborear a calmaria de fim do dia. eu cá, deixo todo fora da cabeça e entro noutro lugar.
Adoro os fins de tarde enrolada na manta a ver a chuva cair.. mas por cá a chuva já enjoa!

beijo milla*

blogdape disse...

Que liiinda!!
Que saudade de voce, faz muuuuuuuuuuito tempo que nao passo aqui
e voce ta escrevendo cada dia melhor einh?

Como vao as coisas por ai???
Beijoooes

Jessica Berdych Laviere disse...

Tem um selo pra vc lá no meu blog,passa lá e pega depois...Bjos

Pandumiel disse...

Olá flor minha... Saudade de você BEBÊ!!!

Então.. sei que to meio sumido, principalmente do blog.. ehhe
Não acompanho muito esse aqui, preciso divulgá-lo melhor! `^^´

Vc deve saber, que meu post não foi uma simples inspiração... foi um fato...
E leia o outro... está bem interessante! `^^´

Vou divulgar mais o blog, pois agora vou começar a escrever coisas sérias.... Espero passar mensagens que mudem o cenário e ajude muitas pessoas...

BEIJÃO!!!!
TE AMUUUU!!!!

Seu post, por ser tão simples, foi nostálgico!

Dois Rios disse...

Milla, minha flor,

Saudades de você! Ando enrolada com o tempo (mudança, obras, etc.) mas assim que tomar rédeas da situação "ouvirei" com mais frequencia os seus tão belos "acordes".

Sim, a vida cotidiana é cheia de passos certos que as vezes os olhos não enxergam, mas o querer sempre nos leva além do que os pés são capazes.

A batuta da vida está nas nossas mãos e nós é quem comandamos o ritmo.

Lindo texto, como sempre!

Beijos muitos,

Inês

Livia Queiroz disse...

O q há de mais simples nesse poema eh o q realmente o torna encantadoramente belo.

Há uma dose de calma no que escreveu, uma leveza idescritível...

No fundo seguimos nossas vidas ao som do tic tac, que durante o dia "anda pra frente" e durante a noite "anada pra trás" ou pelo menos é o q parece, e que seja assim, pq isso faz pensar que tudo vem novinho em folha...


Belíssimas palavras!!!


Bjaum

Sammyra Santana disse...

Milla, do jeito q aqui tá chovendo agora, um friozinho gostoso... me senti dentro do teu post! rs
Saudade daqui...
Beijo grande!

Livia Queiroz disse...

oieee

tem um Meme lá no meu blog p vc!!
passa lá

bjok

http://queiroz19.blogspot.com/